Aplicativos e TV

Netflix mais barato porém com publicidade

Netflix agora pode conseguir se tornar mais barato e alcançar mais publico mas tem um porém, ela deve apresentar anuncios em seus filmes e séries.

A junção das duas gigantes pode trazer benefícios como a redução dos valores dos planos da Netflix que pode agradar alguns clientes e pode chatear outros a parceria entre as empresas promete novidades em pagamentos e assinatura. Com previsão de em até dois anos a Netflix planeja implar de modo efetivo anúncio em suas reprodução fazendo-se assim a redução no valor do plano de assinatura do streaming.

A empresa anúncio a Microsoft como parceira direta para realizar esta atualização em seus planos de assinatura porém incluindo anúncios em seu catálogo de exibição de filmes e séries sendo assim prometendo planos mais baratos que hoje gira em torno de 25,40 reais no Brasil o plano mais básico.

“A Microsoft possui o poder comprovada de atender a todas as nossas necessidades […] Mais importante, a Microsoft ofereceu a flexibilidade para inovar ao longo do tempo tanto no lado da tecnologia quanto nas vendas, bem como fortes proteções de privacidade para nossos assinantes”, disse o COO da Netflix, Greg Peters, em comunicado.

Netflix mais barato

O anuncio da tal inovação veio em resposta da atual fase da Netflix que luta para manter os usuários e adicionar novos assinantes em sua plataforma e desde de Abril já estudava uma nova forma de cautelar os danos dessas então “perdas”.

Curiosidade: No ultimo trimestre a Netflix teve queda de cerca de 200.000 mil assinantes em sua plataforma e desde de então sofre por quedas.

Antes de conclui a parceria com a Empresa Microsoft, segundo o The Wall Street Journal, a Netflix entrou fez contato com alguns nomes como Pooja Midha, executivo c-level da Comcast, e Peter Naylor, vice-presidente de vendas do Snapchat, além de nomes vindos do Google.

Mas, de forma contraria ao Google que é dono do YouTube, e da Comcast, dona do Peacock, da NBC Universal, a Microsoft não opera um serviço de streaming que seja concorrente direto ao Netflix, o que torna a aliança bastante estratégica.

Pelas as analises do setor, o plano poderia ter surgido até mesmo antes dessa data, se não fosse uma posição relutante do CEO da Netflix, Reed Hastings, que só depois de ter sido pressionado pelos investidores, admitiu que “faz muito sentido” oferecer aos clientes uma opção mais barata.

Um estudo que foi feito pela consultoria americana MoffettNathanson faz uma estimativa de que a Netflix poderia ganhar em seus bolsos cerca de US$ 1,2 bilhão em publicidade por ano a partir de 2025, levando-se em conta apenas o mercado americano.

João Pedro Rodrigues

Dono e escritor do site imobys.com, estudante de ciência da computação e apaixonado por programação e tecnologia. Dono do websites e Aplicativos

Você pode gostar também

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button